Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / “A NOITE DE RAVENSBRUCK” uma viagem ao holocausto na Quinta da Caverneira

“A NOITE DE RAVENSBRUCK” uma viagem ao holocausto na Quinta da Caverneira

"A Noite de Ravensbruck”, um texto inédito de José Viale Moutinho, a que chamou Estudo Dramático, estreia dia 7 de Dezembro, no Auditório Municipal da Quinta da Caverneira, Águas Santas, Maia. Nele aborda-se um assunto praticamente inexistente na literatura dramática portuguesa, o Holocausto e a segunda Guerra Mundial.

"A NOITE DE RAVENSBRUCK" é uma co-produção do Teatro Art' Imagem e o Cine-Teatro Constantino Nery/ CMM, numa versão cénica e  encenação de José Leitão e  interpretação de Eva Fernandes, Joana Carvalho, Luísa Pinto e Odete Môsso.

O espectáculo estará em cena de 7 a 12 de Dezembro (terça a sábado, às 21.30h e Domingo às 16.00h).

 

Sinopse:

As três personagens, mulheres, fantasmas, anjos, cujos corpos, vozes e acções lembram-nos a ignomínia a que foram sujeitos milhões de seres humanos nos campos de morte que os nazis aperfeiçoaram, questionam a nossa memória e colocam-nos perguntas incómodas: como foi tudo isto possível? como é que isto é ainda possível, hoje, século XXI, 2010?

“A Noite de Ravensbruck” conta o dia-a-dia de três deportadas prisioneiras num campo de morte nazi, o seu concentracionário quotidiano, vigiadas, humilhadas e violentadas por uma guarda alemã.

Esta é a Primavera de 1945 e a Alemanha está prestes a ser derrotada. O Exército Vermelho aproxima-se de Berlim. Em Ravensbruck, mesmo no coração do 3º Reich, num campo de concentração “específico” para mulheres, deambulam como fantasmas Betty, Odette e Sara, deportadas de outros países europeus, narrando-nos as condições inumanas em que sobrevivem naquele local de vergonha e morte. Os seus dias começam e terminam ainda e sempre noite cerrada, ao som de sirenes, marchas militares, impropérios e violência dos seus sequestradores. A morte está sempre presente e ronda permanentemente as suas vidas pela brutalidade dos seus vigilantes, seja pela fome, o frio e trabalhos forçados a que estão sujeitas ou pelos continuados fuzilamentos e iceneração nos fornos crematórios.

 


Classificação:  M/12  
Bilhete: 3 €    
Reservas: 22 208 40 14 ou 96 020 88 19

Créditos: Carina Moutinho

Auditório da Quinta da Caverneira
Av. Joaquim Eduardo Machado * 4425-253 Águas Santas/Maia
 
Autocarros: 701, 702, 703 e 704 (Paragem CORIM)
GPS . -08º 34' 35' O | 41º 12' 06' N