Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / "A ESQUIVA"

"A ESQUIVA"

No próximo sábado, 9 de maio, 21h30, o Cineclube da Maia exibe, na Sala de Cinema do Centro Comercial Venepor, o filme "A ESQUIVA", realizado por Abdel Kechiche.

Cor | 2003 | Drama | FR | 117 min | M/12
Preço: 3,50€ normal | 3€ estudante | 1,40€ associado

Filme Krimo é um adolescente que vive nos subúrbios de Paris. Os seus dias são cheios de aborrecimento até que ouve umas linhas de uma peça do Século XIX, uma peça de Marivaux. A partir daí, nada mais parece o mesmo. Lydia, vestida com o seu traje histórico, faz parte do elenco da peça da escola. E Krimo apaixona-se por ela. E apesar da reputação que tem de manter, Krimo aceita um papel na peça para poder declarar o seu amor. Será que ele vai encontrar as palavras certas?

Abdellatif Kechiche nasceu a 7 de Dezembro de 1960 em Túnis, Tunísia. Kechiche começou a sua carreira como ator na Década de 80, tendo participado em vários filmes franceses. Em 200 realizou o seu primeiro filme, o drama A CULPA É DE VOLTAIRE (2000, Abdellatif Kechiche). Mas foi com o seu segundo filme, A ESQUIVA (2003, Abdellatif Kechiche), que Kechiche conquistou notoriedade e aclamação por parte da crítica. Em 2013 venceu a Palma de Ouro do Festival de Cannes com o seu mais recente drama A VIDA DE ADELE (2013, Abdellatif Kechiche).

Sara Forestier nasceu a 4 de Outubro de 1985 em França. O seu primeiro grande papel como atriz foi no drama A ESQUIVA (2003, Abdellatif Kechiche), que lhe valeu o Prémio Cesar de Atriz Mais Promissora. Em 2011 voltou a vencer um Prémio César, desta vez de Melhor Atriz, pela sua performance no drama LE NOM DES GENS (2010, Michel Leclerc). Em 2014 voltou a estar nomeada para o mesmo prémio mas desta vez pelo filme SUZANNE (2013, Katell Quilévéré).

Sabrina Ouazani nasceu a 6 de Dezembro de 1988 em Saint Dennis, França. Estreou-se como atriz em 2003 com o drama A ESQUIVA (2003, Abdellatif Kechiche) e, desde então, participou em quase cinquenta filmes e séries francesas, como nos dramas DOS HOMENS E DOS DEUSES (2013, Xavier Beauvois) e O PASSADO (2013, Asghar Farhadi), onde teve pequenos mas importantes papéis.