Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / Silva Resende expõe "África Mil Cores" no Fórum da Maia

Silva Resende expõe "África Mil Cores" no Fórum da Maia

Inaugura, dia 8 de junho, sábado, às 21h30, a exposição de pintura intitulada "África Mil Cores" da autoria de Silva Resende. A exposição reúne um conjunto de 32 trabalhos em acrílico e técnica mista, cera e empastelados. A exposição estará patente na galeria D. Manuel II, no Fórum da Maia, até 30 de junho.

Silva Resende expõe desde os anos 70 até à data. Além da Pintura, são da sua autoria inúmeras esculturas temáticas e Placas de Bronze Comemorativas espalhadas um pouco por todo o país, tendo-lhe sido já atribuídos vários prémios.

Sobre a exposição "África Mil Cores", a autor refere "A África e a miséria extrema são um marco de orientação, povos no negro da noite são estrelas rutilantes sem cartões dourados só com o ar que respiram. As cores exuberantes e cheias de calor, ora frias são um convite ao eco e ao mesmo tempo um jornal atual que acorda para a real vida dos simples, as burcas, o partir cascalho o terror diário e o acordar para a vida são um desafio permanente e um fio de navalha sempre pronto a cortar a qualquer momento.

O quadro real da vida é uma imagem que me persegue há anos até passar para a tela, essas imagens reais que as organizações ignoram mas que são tão reais como o ar que respiramos.

A forma como se capta todos estes quadros  são a procura constante de querer fazer algo que marque a passagem pelo mundo e tentar encontrar soluções sérias e discretas que falem deste silêncio que é o mundo atual ao qual pertencemos.

Os momentos bruscos, as pautas, as linhas, os acidentes são a forma e ordem quer gestual ou da literatura. A organização perfeita antes de se ouvir os mil encantos das artes plástica e sons se completam na perfeição claro e escuro, as ondas, o clímax apoteótico das mil cores iluminam os vitrais sonoros assim como a grande arquitetura é a manifestação do homem que se expressa através das várias formas de arte majestosa que tanto impressiona e marca profundamente. Os cubos, as pirâmides, ora do Egito ora do sagrado servem formas, ora discretas, ora marcantes.

As cores vermelho, os dourados e os negros, ouro sobre azul como se tratasse de meteoritos incandescentes cujo rubro funde os metais mais duros, organizados são a paleta de cores, o carrossel da vida e o Éden cuja paisagem é tocada pela corrente da água viva, a exaltação da natureza e mil cores sonoras que repicam os feitos do homem enquanto criatura de deus."

 

 

Horário: 2ª, das 18h00 às 23h00, 3ª a 6ª, das 09h30 às 23h00 e sábado, das 09h30 às 22h30.