Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / Lançamento do livro "O Chão dos sentidos" de Manuel Bragança dos Santos

Lançamento do livro "O Chão dos sentidos" de Manuel Bragança dos Santos

No próximo dia 18 de outubro de 2013, pelas 21h00, a Biblioteca Municipal Doutor José Vieira de Carvalho acolhe o lançamento do livro "O chão dos sentidos", da autoria de Manuel Bragança dos Santos e editado pela Chiado Editora.

“O Romance Histórico “O CHÃO DOS SENTIDOS”, de Manuel Bragança dos Santos, versa, diegeticamente, a história da Resistência ao regime de Salazar, num enquadramento estrutural da acção narrativa com início em Paris, no ano de 1890, estendendo-se a mesma pelas atribuladas décadas seguintes, já no nosso país, e depois em Angola (guerra colonial), até finais de 1976, enquanto a Democracia se ia consolidando em Portugal...

Nomeadamente: as estratégias salazaristas de manutenção do poder; a persistente luta da Resistência anti-fascista; a propaganda de António Ferro; a polícia política (PIDE); o Tarrafal; a fuga de Cunhal da prisão de Peniche; Humberto Delgado; Mário Soares e a génese do Partido Socialista; a Primavera Marcelista; o 25 de Abril.

O Romance “O CHÃO DOS SENTIDOS” revisita também o sucesso (entre as duas  Grandes Guerras) dos minifúndios agrícolas do Norte (quintas), em Castelo de Paiva, onde, apenas a troco do “terço” das colheitas, famílias enormes de feitores e caseiros, de pés descalços, trabalhavam a terra de sol a sol, com pouco mais do que as enxadas;  (…) “


Manuel Bragança dos Santos nasceu em Aveiro, em 8 de outubro de 1950. Cumpriu o serviço militar obrigatório entre janeiro de 1971 e janeiro de 1974. Concluiu, em 1978, no Porto, o Curso do Magistério Primário. Concluiu, em 1983, na Universidade do Minho, em Braga, o Diploma de Estudos Especializados em Administração Educacional. Integrou o júri do 1.º Prémio Literário Associação Nacional de Professores – 1988. Tem proferido palestras, comunicações e conferências, em Universidades, Sindicatos, Autarquias e outros grémios culturais. Escreveu a peça de teatro “O monólogo do anão”, levado à cena, em dezembro de 2008, no Pavilhão Rosa Mota, no Porto. Escreveu a peça de teatro “A comunidade educativa”, representada no Instituto da Juventude, em Braga, em dezembro de 1991. Foi Conselheiro da Associação Nacional de Professores, de 1988 a 1998. Tem colaborado com várias revistas, jornais regionais e nacionais – de 1998 a 2008 assinou, no “Primeiro de Janeiro”, a rubrica semanal Banda Larga. Coordenou, durante a década de 90, a programação, seleção de docentes formadores e fez acompanhamento de atividades formativas, no âmbito da formação complementar para acesso de professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico às Universidades e Institutos Superiores de Ciências Educativas.