Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / Música, raízes e tradição no Festival da Maia

Música, raízes e tradição no Festival da Maia

O fim-de-semana passado, 21 e 22 de Maio, foi marcado por dois espectáculos sensacionais que deram ao público uma visão muito abrangente das nossas raízes culturais mais profundas, num roteiro etnomusicológico que começou em Miranda do Douro e em dialecto Mirandês, com os fantásticos GALANDUM GALUNDAINA e encerrou no sábado, com as várias formações etnográficas que integram o Orfeão Universitário do Porto, cuja abordagem se estendeu do Minho ao Algarve, sem esquecer os Açores e a Madeira.

Num tempo difícil, em que as preocupações do quotidiano marcam as conversas das pessoas, aqueles dois momentos do Festival de Música da Maia constituíram para o público que os viveu, momentos de boa disposição, recheados de um humor popular, mas por vezes refinado, que despertou uma alegria que parecia estar amarfanhada.

No fim dos concertos era claramente visível nos rostos dos espectadores, que esboçavam sorrisos rasgados, a sua satisfação por terem assistido a dois espectáculos em que as referências mais ancestrais da nossa Cultura foram combinadas com um certo destravar da língua, tão genuíno e característico do nosso povo.

 

Fado, canção Coimbrã, Hollywood, Broadway e Beatles para fechar

Entretanto o Festival vai encerrar este fim-de-semana, apresentando um cardápio diversificado, como tem sido seu timbre.

Sexta-feira, dia 28 de Maio, à noite, o grupo TORRE D’ANTO, vai trazer a Poesia, a melodia e harmonias próprias da cidade portuguesa que, segundo reza a história, maior saudade deixa aos que por lá passam.

Sábado, dia 29 de Maio, a Orquestra Filarmonia das Beiras dá um concerto cujo programa foi encomendado pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia, entidade organizadora do Festival e que será integralmente preenchido, na primeira parte, com música de grandes filmes de Hollywood e musicais da Broadway, encerrando o certame das músicas, com uma segunda parte, totalmente dedicada à música dos grandes clássicos da Pop & Rock do século XX, os imortais BEATLES.