Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / Quinta da Caverneira - agenda novembro

Quinta da Caverneira - agenda novembro

Programação Regular de Teatro na Quinta da Caverneira, produção do Teatro Art'Imagem / Câmara Municipal da Maia, para o mês de novembro.

Até 30 de dezembro

Exposição “O Teatro Art’Imagem na década de 80 - O início”

Galeria Quinta da Caverneira

Tudo começou em 20 de agosto de 1981. Um grupo de pessoas, empregados, professores e estudantes - uns vindos do teatro de amadores, outros com atividades político-sindicais e de animação cultural, resolvem formar um grupo de teatro a que deram o nome de Teatro Art´Imagem. Desde o início decidiram que se iriam profissionalizar, por isso apelidavam-se de companhia de teatro não-profissional. Seus propósitos imediatos: fazer teatro para a infância e juventude e organizar um Festival Internacional de Teatro para esse segmento de público. Nascia então o Fazer a Festa que teve a sua primeira edição em 1982. O seu primeiro espetáculo, em 1981 "O Vagabundo que Sonha Palhaço", criação e encenação de Fernando Costa, o principal impulsionador do projeto, é estreado um mês depois em Leiria num encontro anual do CPTIJ (Centro Português para a Infância e Juventude), organismo que associava várias companhias profissionais e de amadores. Logo a seguir é apresentado num Festival Internacional na Bélgica e também na Checoslováquia, onde é muito bem recebido, tendo-se aberto portas para várias digressões internacionais. Fernando Costa encenaria mais um espetáculo “A qualquer hora o diabo vem” em 1982, tendo depois deixado o grupo, que em 1983 não estreou qualquer espetáculo, reorganizando-se e procurando aprender com outros criadores, nomeadamente com João Paulo Seara Cardoso e outros. Nesta primeira década, estreia quase uma vintena de espetáculos, a maior parte para os mais jovens e inicia-se no teatro de rua, sendo a primeira companhia do Norte a fazê-lo profissional e regularmente, aproximando os espetáculos das associações populares e comunitárias. Passa a realizar anualmente o Fazer a Festa, o Teatrólogo-Encontro dos Que Fazem e Gostam de Teatro, edita uma revista teatral, conhece o país em itinerância permanente, cresce, aprende e acerca-se da comunidade teatral da cidade e do país…

Gratuito

De segunda a sexta: 09h00 – 12h30 / 14h00 – 17h30 e nos dias de espetáculos.

 

9 de novembro, 21h00

“O Fascismo e o Teatro em Portugal”, leitura de textos de teatro sobre o tema| Teatro Falado (comunidade de leitores)             

Biblioteca da Quinta da Caverneira

Gratuito

A propósito da próxima produção da companhia O FASCISMO (AQUI) NÃO EXISTIU, faremos a leitura de textos (ou excertos) teatrais que abordam o tema, provocando assim uma conversa sobre a relação entre o fascismo ou ausência dele, e as artes do palco, abordando autores consagrados da dramaturgia nacional e universal.

M/16

 

22 de novembro, 21h30

Teatro

“Un encuentro con Miguel Hernandez” | Produção Teatro Guirigai

«A poesia de Miguel Hernadez é um cometa fulgurante que nos ilumina no espaço deixando uma recordação permanente. O seu percurso vital através de 40 poemas, desde a sua adolescência em Orihuela até à sua morte na prisão de Alicante. A trajectória poética de um jovem de 31 anos que como um meteoro absorve a tradição poética espanhol e a devolve enriquecida de uma criatividade inesgotável. Fazemos nossas as palavras de Pablo Neruda: “tenemos el deber de recordar a Miguel Hernandez que desapareció en a oscuridad, mostrándolo a plena luz del dia”. Este é um espectáculo sobre a trajectória vital de Miguel Hernandez e da sua geração, a de 27, a da República. Uma actriz e dois actores se desdobram nos múltiplos “eu” do poeta, nutrindo de matéria teatral a imensa carga emocional de uma poesia radical e contemporânea».

Agustin Iglésias

Dramaturgia e encenação: Agustín Iglesias | Intérpretes: Magda Gª-Arenal, Raúl Rodriguez e Jesús Peñas |Espaço cénico: Jean Helbing | Espaço plástico: Luís Pablo Gómez Vidales, Maite Álvarez | Iluminação: Jordi Alvarado | Música: Granados, Gershwin, Shostakovich, Nino Rota, John Cage, Penderecki | Criação e Produção: Teatro Guirigai.

M/17

BILHETEIRA

Bilhete Normal - 5,00€ | Bilhete com Desconto - 3,00€ (Estudantes, M/65, Profissionais das Artes Cénicas, Desempregados e Sindicato dos Bancários do Norte) A bilheteira abre uma hora antes de cada espetáculo.

Contatos: 222 084 014 | 917 691 753 | 910 818 719

 

Oficinas de Teatro.

Já se encontram abertas as inscrições para as oficinas:

Teatrinho ao Palco

Janeiro a Junho

M/5

Iniciada em 2013, é uma iniciativa do Teatro Art´Imagem em colaboração com a Câmara Municipal da Maia, dirigida a crianças dos 5 aos 12 anos e decorre no Auditório da Quinta da Caverneira, em Águas Santas, todos os sábados, durante o período escolar, das 10h00 às 12h00.

“Aprender a ser e a crescer com o Teatro”

As actividades de Expressão Dramática e o Teatro ajudam a criança a desenvolver a sua criatividade e personalidade, contribuindo para a sua formação social e emocional, melhoram a sua expressão oral e física e ajudam a conhecer-se melhor, a acreditar nas suas capacidades e a saber lidar com os outros.

A Expressão Dramática é um bom meio para a criança encontrar formas de expressão alternativas ao seu quotidiano.

Esta Oficina de formação lúdica-artística consiste num trabalho de iniciação ao jogo dramático e às aprendizagens dos primeiros passos da prática teatral através de jogos de movimento, improvisação e dança, som e música, entrelaçando-os com palavras, jogos e brincadeiras e histórias reais ou do faz-de-conta.

Aproveitando-se, entretando os conhecimentos dos pequenos formandos, a sua disponibilidade e espontaneidade, no final da acção de formação e anualmente, apresentam-se a público num espectáculo-exercício aberto à comunidade.

 

Oficina de Teatro da Maia

Janeiro a Março

M/14

Fundada em 1997, numa iniciativa do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia em colaboração com o Teatro Art´Imagem, no seguimento de anteriores acções de formação teatral com jovens do concelho que acompanhavam o Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia, e, por onde passaram, ao longo destes anos, muitas centenas de pessoas de todas as idades, embora a esmagadora maioria dos inscritos tenham sido jovens.

A Oficina não pretende assumir o estatuto de uma escola formal ou de um grupo de teatro, antes um local de estudo, encontro, convívio e sensibilização, estimulando o trabalho de grupo, criando dinâmicas para um melhor conhecimento das artes cénicas e contribuir para usufruto de uma melhor cidadania, espirito critico e uma maior intervenção social e cultural.


Oficina de Teatro Sénior

Março a Junho

M/50

Fundada em 2011, numa iniciativa do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia em colaboração com o Teatro Art´Imagem.

Esta oficina teatral destina-se a todas as pessoas com mais de 50 anos e a formação decorre no Auditório da Quinta da Caverneira, com duas aulas semanais durante o dia.

A oficina pretende convocar e juntar, através do teatro, um grupo de pessoas em “idade maior” para uma experiência lúdica e artística, sensibilizando-os para a intervenção directa nas actividades culturais e artísticas do concelho, no exercício de uma cidadania participativa.

Uma actividade que pretende, também, (re)lembrar e/ou actualizar experiências já vividas, (re)conhecer técnicas teatrais ou actualizar as que já se conhecem.

Partilhar um trabalho colectivo e construção de um espectáculo/exercício final para apresentação pública.

O Teatro é acção, corpo e movimento, trabalho de grupo, arte, crítica e reflexão e também conhecimento e cultura, entretenimento e vida!