Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / Um “Memorial” memorável

Um “Memorial” memorável

Fernando Tordo, Carlos Mendes e Filipa Pais deram corpo e alma a um espetáculo que para além da sua dimensão lúdica, de puro entretenimento, teve uma fortíssima componente de Cultura Portuguesa.

Como eu esperava, a palavra, cantada e dita, teve a força que Fernando Tordo habitualmente lhe dá.

Os três artistas foram actores, músicos e cantores e em certos momentos foram também historiadores, levando-nos numa viagem de sons e poemas, até ao Oriente, sobretudo ao Japão, movidos pelo sopro da escrita de Sophia de Mello Breyner Andresen.

Tivemos o privilégio de ouvir novas e belas canções e, nós os maiatos, ficamos cheios de orgulho, ao ouvir Carlos Mendes falar do seu memorial de infância e juventude, lembrando dias felizes que passou por cá, na casa dos seus avós, no coração da antiga Vila da Maia.

Fernando Tordo também não poupou elogios ao público e à sala, afirmando que daqui guardava sempre boas recordações.

O espetáculo teve momentos em que me fez sentir diante de um daqueles musicais que integram a representação, o bom humor e imensa música, agarrando o público do primeiro ao derradeiro segundo.

A edição do Festival de Música da Maia, deste ano de 2012, não poderia ter começado melhor, quer do ponto de vista da afluência de público que foi extraordinária, como ao nível da qualidade artística do espetáculo inaugural.