Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Entrada / Notícias e Eventos / Um grande público aprecia grandes músicas

Um grande público aprecia grandes músicas

Os dois concertos inaugurais do Festival de Música da Maia que nesta edição decorre sob o lema “Para um grande público – grandes músicas” tiveram já lugar, no passado fim-de-semana, no grande auditório do Fórum da Maia.

Os bilhetes grátis foram postos à disposição do público a meio da semana e em poucas horas esgotaram por completo, tal era a expectativa em relação a estes dois momentos iniciais.

O concerto da banda de Nuno Guerreiro e do pianista Manuel Paulo, teve todos os condimentos requeridos para agarrar o público e prendê-lo, do primeiro ao último minuto.

Ala dos NamoradosOs Ala dos Namorados trouxeram na bagagem, que é como quem diz, no alinhamento do espectáculo, algumas das mais bonitas canções do seu mais recente álbum “Mentiroso normal”, levando a sala ao rubro, quando ecoaram os primeiros acordes de “Caçador de sóis”, “Bricabraque e Pechisbeque” ou “Solta-se o Beijo”, entre muitos outros sucessos aos quais está indiscutivelmente associada a peculiaridade da voz de Nuno Guerreiro, quer pela enorme extensão que consegue atingir, como pelo timbre invulgar que faz dele um caso único, na música pop portuguesa.

O concerto de Rão Kyao foi outro sucesso fantástico, graças a uma forma de estar em palco, descontraída e simultaneamente cúmplice com o público.Rão Kiao

Além de ter tocado a maioria dos seus grandes êxitos, Rão levou o público por uma autêntica viagem por várias culturas, procurando sempre demonstrar as pontes existentes entre elas, sobretudo entre o ocidente e o oriente.

A música do extraordinário Zeca Afonso, compositor maior da Cultura portuguesa, também não foi esquecida. Rão Kyao proporcionou duas emocionantes interpretações das belíssimas melodias “O meu menino é d’oiro” e “Venham mais cinco”, Rão Rão KiaoKyao entrou no palco e com o seu jeito de português suave, tomou conta do público e levou a onde quis, divertindo-o, fazendo-o participar activamente e sobretudo, despoletando com imensa facilidade, demoradas e calorosas ovações.

A Primavera da Música na Maia começou bem e recomenda-se.